Por que contratar mulheres com filhos?

Mesmo com as organizações e o mercado de trabalho mudando e evoluindo, alguns grupos de profissionais, especificamente mulheres que com filhos, permanecem com dificuldades para crescer profissionalmente ou para retornarem ao mercado de trabalho.

Grande parte dessas dificuldades vem da ideia cultural de que a maternidade não seria compatível com o local de trabalho. Um estudo feita pela Catho, em 2018, demonstrou que:

  • 30% das mulheres deixam o mercado de trabalho para cuidar dos filhos, mas entre os homens o número é 7%;
  • 48% das mães afirmam enfrentar problemas no trabalho por terem que se ausentar por causa dos filhos;
  • 20% relatam terem sido demitidas. 

Também foram levantadas outras razões, como fatores de atrito que corroboram para desigualdades, como:

  • o retorno pós-parto em menos de 3 meses;
  • o receio de chegar tarde ao trabalho em decorrência de uma reunião escolar. 

Esses preconceitos em relação à maternidade se mostrou, na realidade, incongruente com a realidade. Estudos mostraram que as funcionárias, após a maternidade, mostram-se melhores e mais eficientes em suas funções. Vamos listar aqui algumas das vantagens em contratar uma mãe.

Por que contratar uma mãe?

Produtividade

Quando considerado o período curto após o nascimento dos filhos, a produtividade pode apresentar certa queda. No entanto, trata-se de uma situação temporária. 

De acordo com um estudo realizado pela Federal Reserve Bank de Saint Louis, mães são, em geral, mais produtivas do que os profissionais que não possuem filhos. Elas não possuem tempo para procrastinação, o que eleva a eficiência de sua função e sua produtividade. 

Os resultados são ainda melhores para as mães que podem contar com a colaboração dos cônjuges ou familiares, ou para as que estão em empresas que oferecem salários compatíveis e auxiliam com gastos necessários.

Gerenciamento de tempo e multitarefa

Tempo é uma coisa que falta em muitas rotinas e, com filhos, isso se torna ainda mais difícil. O que grande parte das mães consegue realizar é a confecção de suas tarefas em menos tempo, além de várias em simultâneo. Afinal, faz parte do exercício da maternidade ser multitarefa.

A definição de metas, elaboração de planejamentos e colocá-los em prática com naturalidade e flexibilidade objetivando os resultados desejados é algo tão orgânico para as mães que também conseguem aplicá-los ao ambiente de trabalho. 

Cordialidade

As mães tornam-se mais cordiais no local de trabalho, por demonstrarem maior capacidade de utilizar suas habilidades socioemocionais com seus colegas de trabalho. Isso é especialmente benéfico, pois pesquisas mostram que gerentes mais empáticos adquirem maior lealdade e engajamento dos colaboradores. 

Além disso, uma inteligência emocional que é aplicada da forma certa pode aumentar o desempenho ocupacional, a liderança e a produtividade de uma organização.

As conexões neurais da mãe, ainda na gestação, são otimizadas para conseguir interpretar ou antecipar melhor ameaças de um ambiente. Essa avaliação mais compreensiva de comportamentos também impacta positiva e diretamente a mediação de conflitos com maior diplomacia.

Conclusão

A área de recursos humanos vem sendo uma aliada nas transformações benéficas às culturas e estruturas organizacionais. Outro ponto que pode alavancar os resultados são ações que possam permitir o acesso de mães às novas oportunidades de retornar ao trabalho e apoios que valorizem as profissionais que já possuem confiança na empresa

Há impactos positivos no ambiente corporativo quando há respeito e possibilidade de flexibilização nele. Ao associar a contratação de mães, com as habilidades descritas nesse artigo e muito mais, os resultados são melhorados ainda mais.

Rayssa Neves

Rayssa Neves

Mineira, publicitária, apaixonada por Marketing Digital e Redação.

Posts recentes:

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe este conteúdo!!